quinta-feira, 15 de maio de 2008

Marly entrevista.

Como tenho tido pouca inspiração para vir aqui contar meus causo pra vós micê, tive a brilhante idéia de mandar minhas amigas me fazerem perguntas para eu, então, responder via blog... e daí vocês ficam sabendo dos meus causos e pá...
Hoje a entrevistadora é Marly Mickaela, ela vai fazer 21 anos e mora na Zona Leste. No terceiro ano da faculdade de rádio e tv ela se orgulha por conhecer tecnicas que a permitem vir sentada na linha vermelha e odeia o JUCA.

Marly: Por que você bate nas pessoas? Você tem problemas mentais?
Larissa: Não, eu não tenho problemas mentais... quer dizer... minha mente está repleta de problemas, mas não sofro de nenhum tipo de retardatismo ou coisa do genero... Às vezes sofro de autismo voluntários e vejo coisas que não existem e falo sozinha, mas nos últimos casos é só porque preciso me distrair. Sobre eu bater nos coleguinhas, é que eu sou incapaz de magoar as pessoas da mesma forma que elas me magoam... então como eu quero que elas sintam a dor que eu senti - e não consigo fazê-la ser emocional - eu faço que elas sintam uma dor física. Ou às vezes é só pra mostrar pros outros como eu sou forte e se elas não me obedecerem elas vão sofrer.

Marly: Você toma remédios fortes?
Larissa: Não, na verdade quase não tomo remédios desses de farmacia normal... só os pra dores musculares (rugby, vocês sabem) e pra dor de cabeça e colicas brutais que sinto uma vez por mês. De resto, eu sou tratada desde criança na homeopatia e vivo feliz com isso.

Marly: Você tomaria no cu? ("Hoje" by Helda)
Larissa: Péra, em qual sentido você tá falando? No sentido figurado eu tomo sempre hahahaha, mas na prática... no thank you vary much!

Tchau!!

2 comentários:

jackie disse...

hahahahaha otimas perguntas, marly1

Helda disse...

Lare.

Favor atualizar essa joça, eu leio, e quero novos posts.

Obrigado.
Até.