sábado, 13 de outubro de 2007

Um tempo do mundo.

Às vezes é necessário, certo?
Sabe quando tudo faz sentido, é harmonico e você sabe que onde você está é o lugar certo?
Então, tem uma hora que isso acaba. Ou some por um tempo. E essa hora pode vir de sopetão, chegar do nada e deixá-lo surpreso, ou não. Essa hora pode vir com aviso, antecedido de vários altos e baixos para daí chegar à merda.
Quando o sentido acaba eu não costumo ficar dando a cara à tapa e correndo atrás da harmonia de outrora. Nos meus poucos vinte anos aprendi que a iniciativa não deve vir de um só lado e que se o outro lado se agarra ao descaso (até mesmo que temporário) o meu lado de agarra à mim mesma e àqueles que se preocupam com o meu chão.
As relações interpessoais são assim, não são? A gente sempre procura se apoiar naqueles que nos dão a base, que pensam a mesma coisa que nós quando falamos de valores simples. Uma conversa agradavel e sincera está à frente de qualquer divertimento na minha lista de importancias.
Sorrir e rir eu faço sozinha, eu garanto meu entretenimento, mas ver o mundo da maneira que vai me fazer bem é preciso ser construido com a ajuda daquelas pessoas especiais: os amigos.
Se essas pessoas me fazem ver apenas merda ao horizonte e não me ajudam entender aquilo que está me afligindo, porque raios devo ficar ali?
Ajudo quem precisar de mim, respeito quem me inspira respeito e trato com carinho aqueles que fazem por merecer. A única coisa que peço em troca é o mesmo tratamento. Se não te inspiro carinho, respeito e soliariedade não é preciso que me trate assim, mas não espere que eu vá ficar por perto.
Um tempo do mundo é necessário quando o sentido sumiu e quando os minutos, as horas e os dias necessários passarem, eu volto. Volto assim que o sentido voltar e sei exatamente para onde eu devo voltar.

2 comentários:

All I need is just to hear a song I know disse...

I hear u sister!

eu tb to querendo um tempo do mundo, acho q ficar insistindo em certas coisas é desperdicio de energia!

Enfim

te amo

bejo

jackie disse...

vc me inspira carinho, respeito e solidariedade :)