quinta-feira, 4 de outubro de 2007

Os e se's.

Numa dessas voltas da vida me deparei com 2005 e apesar de quase tudo o que aconteceu naquele ano permanecer ali, no passado, uma pequena peça daquele quebra-cabeça que foi o ano veio à tona.
E essa peça está bem, está feliz, namorando, vivendo a vida como deve ser. Eu to aqui, bem, feliz, solteira e vivendo a vida como deve ser.
Mas se liga. Essa peça foi uma peça na minha vida só que eu não fui uma na vida dela. Acho que eu era mais uma amiga de uma peça da vida dela... loucura porque resolvi dizer que ele é uma peça?
Que seja, só sei que esse reecontro com 2005 me fez pensar nos mil "e se" que eu já vivi.
E se ele tivesse prestado mais atenção em mim, e se eu tivesse deixado ele ver o quão legal eu posso ser, e se eu nunca tivesse saído do balé, e se eu tivesse fazendo sociais na usp, e tivesse dado certo, e se eu tivesse ligado, e se... tantos e se's que céus.
Vale a pena pensar nessas coisas? Posso olhar pra trás e pensar nisso sem mexer em defuntos? Devo deixar o passado onde ele está e fitar somente o presente e o futuro?
Talvez o melhor a fazer é olhar pra onde sei que não vai doer e evitar sentimentos e pensamentos que não farão bem nem pra mim, nem praqueles que desejo que aconteça o que acabei pensando. hihihihihihihihihihi

2 comentários:

Claudia disse...

pensar nos e se's eh foda!
jah sofri mto com e ses...mas agora nem penso mais, prefiro fazer agora, nem q seja fazer merda.. pq pelo menos no futuro nao vou ficar tao arrependida

Rafael Takano disse...

o "se eu não tivesse feito" é melhor do que o "se eu tivesse feito". Aprendi a pouco. Parece funcionar.